AGED e Ministério da Agricultura assinam convênio para fortalecimento do SUASA.

Uma boa notícia chega ao setor agropecuário do Maranhão neste final de ano. O apoio a reestruturação e implementação do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (SUASA) e o fortalecimento das ações de defesa agropecuária no Maranhão são os objetivos do convênio assinado entre a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). O convênio assinado, cujo extrato foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira, 28, é no valor de R$ 2.060.027,64 (dois milhões, sessenta mil e vinte e sete reais e sessenta e quatro centavos).

Depois de 8 anos sem celebrar convênio com o MAPA, o Maranhão volta a assinar contrato visando avançar ainda mais em suas ações. Das principais metas do convênio estão: a reestruturação, implantação e manutenção de Unidades de Defesa Agropecuária no Estado; manutenção e melhorias nas ações de saúde animal; participação em programas nacionais de sanidade vegetal; aperfeiçoamento dos serviços de inspeção e fiscalização de produtos e insumos aderidos ou interessados na adesão ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos e Insumos Agropecuários – SISBI, dentre outros.

“Celebrar esse convênio é mais uma vitória para todos nós que fazemos uma atividade tão essencial e importante para manutenção da saúde pública. Foi um esforço conjunto de toda a direção da AGED e a equipe que foi desde a elaboração da proposta dos termos de referência aos ajustes comprobatórios de documentação e resolução de pendências. O convênio chega em boa hora para darmos maior robustez às nossas ações em defesa agropecuária por todo Maranhão, que vinham sendo custeadas cem por cento com recursos do Governo do Estado”, afirmou a diretora Geral da AGED, Fabiola Ewerton.

A AGED, como órgão integrante do SUASA, graças ao aporte do convênio vai reestruturar o Sistema que opera em conformidade com os princípios e definições da sanidade agropecuária, incluindo o controle de atividades de saúde, sanidade, inspeção, fiscalização, vigilância e educação dirigidos à produção, processamento e comércio de animais, vegetais, produtos e insumos da agropecuária. Com isso, desenvolve, permanentemente, as seguintes atividades: vigilância e defesa sanitária vegetal, vigilância e defesa sanitária animal, trânsito agropecuário, inspeção de produtos de origem vegetal e animal, seus derivados e subprodutos e fiscalização dos insumos e dos serviços usados nas atividades agropecuárias.

FONTE: www.aged.ma.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *